21 novembro, 2012

Two is Better Than One - Capítulo 09

Oie gente!
Vim trazer novamente mais um capítulo da WebNovela. Não tenho um número X de capítulos, já que escrevi a web, originalmente, como uma espécie de livro, também, mas deve ter em torno de uns 16... Acredito que disso não passa, e, exatamente por isso, devo dizer que a web está perto de terminar. Foi realmente pequena, eu sei, mas vou tentar melhorar e aumentar as próximas. Até porque essa eu escrevi faz tempo, eu amava apressar as coisas na época... :D
Mas, enfim, vamos conferir o capítulo nove? Clica em leia mais!



Capítulo 09 – Realidade

        Na quarta, após a prova de Ciências, Dani e eu fomos até a biblioteca da escola, e nos puse-mos a ler alguns livros para esfriar a cabeça de tanta coisa científica. De repente, meu caderno caiu no chão, e ela logo reparou nas minhas poesias.
- São todas lindas, amiga! – elogiou, enquanto as lia de relance.
- Obrigada, mas é justamente esse o problema.
- Problema? Com poesias lindas dessas?
- É. Fica difícil escolher qual levar e faltam menos de 3 dias para a competição...
- Escolhe a que o seu coração mandar – sugeriu, olhando fixamente para uma das poesias, com as iniciais LT na borda.
- Se fosse assim tão fácil...
- E não é?
- Sei lá, é mais que... nem sei mais o que eu estou falando...
- Está falando do Liam, não é? – perguntou – Ou vai me disser que as iniciais LT não são do Liam Taylor?
- Ok, ok, são dele sim. Devo ter colocado isso ai na distração...
- Não disfarça que já está batido essa sua mentira. Todo mundo sabe que vocês se gostam...
- Mas esse romance nunca poderia existir. Ele tem problemas emocionais, esqueceu?
- Vai me dizer que vai abandoná-lo por causa disso?
- Não sou eu, mas ninguém aceitaria isso de mim. Minha mãe mesmo vive dizendo para eu esquecê-lo e seguir em frente com a minha vida... – disse, em lágrimas.
- Ô, minha amiga! – ela me abraçou, enquanto eu apenas chorava.
        Pouco depois, fomos para casa. Já que mamãe e papai estavam no trabalho, logo aproveitei para ligar o som no último volume e pensar sobre como seria a competição de poesia. Acabei cochilando, e sonhei com o Liam, já fora da clínica. Só nós dois, no clima romântico do parque, de mãos dadas. Quando íamos nos beijar, acordei assustada com mamãe gritando ao meu ouvido.
- Está surda? Chamei-lhe várias vezes e você não respondeu! – esbravejou.
- Desculpa, estava perdida nos pensamentos...
- Sonhando com o Liam, de novo? - olhou-me duvidosa. – Esqueça esse menino. Um relacionamento entre vocês dois não iria durar muito. Tem muitos outros garotos mundo à fora que dão muito mais certo com você.
        Ela logo saiu do quarto, me deixando, mais uma vez, perdida em mil frustrações de uma só vez. Quem dera que ela me entendesse, como a Dani.
         Na quinta-feira, a rotina se repetiu. À tarde, porém, fui organizar as poesias e decidir qual das duas iria levar. Escolhi uma simples, porém bonita e delicada. Mas, enquanto escolhia a segunda, me veio as palavras de Dani à minha cabeça. E se ela estivesse certa? Daria certo eu colocar logo uma poesia dedicada à mim e o Liam? Pensei, pensei, pensei... acabei desistindo da ideia, substituindo-a por uma outra, semelhante à primeira, só que menos expressiva e romântica. A mais simples que eu já havia feito.
        Enfim, a semana de provas havia terminado, e com ela, o dia da Competição de Poesia havia chegado. Eu permanecia nervosa e ansiosa, com medo de não conseguir expor, nitidamente, o que minhas poesias falavam. O que eu mais queria naquele momento era que o Liam pudesse ir me ver hoje à tarde, mas a supervisora dele já deixou bem claro que não importasse quantas vezes eu pedisse, ela ainda diria não. É, tive de me conformar com isso. 



E então, o que acharam do capítulo?

PS: Irei fazer uma breve reforma na página "Extras" aqui do blog, portanto, se entrar e ela estiver fora do link, não se preocupem, estou apenas organizando a "bagunça" que ela está :)

Beijos e fiquem com Deus.

Um comentário: